quarta-feira, 22 de junho de 2011

Um pouco de "nostalgia"

Venho aqui postar para relembrar alguns jogos que fizeram parte da minha infância/adolescência (quase a mesma coisa). Sabe quando bate aquela saudade de relembrar esses clássicos. É claro que a grande maioria é do Super Nintendo. Esse vídeo game foi muito presente na minha vida (7 anos com SNES). Juro que fiquei muito sentido depois que meu pai deu o “bixim”(comprei um PS2 e tive que dá-lo :-( , infelizmente). Já fazia parte de mim.Considero o Super Nintendo um dos melhores vídeo games já lançado, aliás, o melhor. Acho que nem PS1 e nem PS2 marcaram tanto a vida das pessoas (apesar de terem vendido mais unidades – PS1: 102 Milhões, PS2: 150 Milhões, SNES: 49 Milhões, mas isso é relativo, depende muito do contexto econômico da época). Afirmo que ele marcou época por causa dos grandes clássicos lançados e a qualidade deles de entreter.

Citarei aqui os que marcaram minha infância, acho que Super Mario World não precisa muito citar, né? Já ta na cara que ele marcou infância demais.

Primeiro: The Legend Of Zelda – A Link Of The Past


Descrição Wikipédia: “The Legend of Zelda: A Link to the Past é um jogo eletrônico da série da Nintendo, The Legend of Zelda, lançado para o console Super Nintendo em 1991. É considerado um dos melhores games da história, tendo vendido mais de 4 milhões de cópias.
Fora mais tarde lançado para o Game Boy Advance em 2002 (junto com o multiplayer desenvolvido pela Capcom, The Legend of Zelda: Four Swords) e para o serviço Virtual
Console do Wii no começo de 2007. Ao contrário de Adventure of Link, que se passava anos depois do Zelda original, A Link to the Past se passa antes do jogo original, com ancestrais de Link e Zelda. O criador Shigeru Miyamoto não definiu uma cronologia exata da série, mas os eventos de Ocarina of Time precedem os de Link to the Past, com o Ganon preso na Golden Land.”

Esse sem dúvida é o melhor para mim, lembro das horas e horas que eu ficava “assistindo meu irmão jogar”, aquilo era mágico para mim, assistia o jogo como se fosse uma novela (uma novela de qualidade e não o lixo da Globo e Cia). Como costumávamos jogar quando estávamos de férias, todo dia a gente passava uma base de 7 horas no SNES. Cada dia era um lindo capítulo desse maravilhoso enredo de Zelda. Cheio de mistérios e desafios o jogo fazia-nos morar no quarto sem piscar o olho para não perder nenhuma cena dessa obra de arte.

Acabou por nunca meu irmão finalizar. Conseguiu chegar ao ultimo chefão (um “porcão” lá), mas deixou de lado. Por fim eu que comecei a jogar. Com uma leve ajuda do detonado (sim, mesmo assistindo o jogo, não consegui gravá-lo na cabeça) cheguei ao “porcão” e finalizei Zelda. Foi assim que esse lindo jogo me marcou.

Segundo: Pateta e Max


Descrição Wikipédia (com alguns ajustes): “Goof Troop é um jogo de ação-aventura e puzzles desenvolvido pela Capcom e lançado em 1993 na América do Norte e Europa e em 1994 no Japão. O jogo é baseado na série de mesmo nome. Antes de começar a jogar o jogador pode escolher entre ser Max ou Pateta no modo single player. Caso o jogador escolha o modo multiplayer, ele poderá escolher qual personagem cada jogador irá controlar."

História

Era um lindo dia para pescar em Spoonerviller, então Pateta e seus amigos pegaram seus barcos e se dirigiram ao oceano. Atrás dos peixes maiores, João Bafo-de-Onça e B.J. foram pegos na sombra onipotente de um navio gigante. Quando Pateta e Max olharam, viram um enorme barco pirata se dirigindo para a ilha de Spoonerville com Bafo-de-Onça e B.J. a bordo, vítimas do sequestro pirata.
Pateta remou com toda sua força, mas não conseguiu alcançar o navio pirata antes que este atracasse na ilha. Determinado a salvar
seus amigos, Pateta e Max se dirigem à ilha para procurar o forte dos piratas. Após derrotar alguns piratas, Pateta e Max descobrem que Bafo-de-Onça foi confundido com o capitão Keelhaul Pete, que fora engolido por uma baleia muito tempo atrás. Enquanto Pateta e Max continuam na sua busca, Bafo continua fingindo ser o capitão, algo que ele aprecia muito devido às regalias.
Após um tempo, Pateta e Max chegam ao navio pirata e vêem alguém que parece ser Bafo. Ao tentar salvá-lo, Pateta acaba sendo nocauteado. Max então nota que aquele era na verdade o capitão que foi cuspido da baleia. Preocupados com seus amigos, Pateta e Max continuam infiltrados no navio, até se encontrarem novamente com o capitão verdadeiro. Após derrotá-lo e tirarem Bafo e seu filho da prancha, eles amarram o capitão no mesmo lugar e o deixa ameaçadode ser comido por um jacaré faminto. Os amigos então voltam para a pescaria.”


Mais um excelente jogo do SNES que me marcou bastante. Conheci o Pateta e Max na fita “8 in 1” que eu tinha. Era o primeiro jogo *.*. Nossa, como era viciante. Esse eu passava horas e horas jogando com meus irmãos. O mais foda no jogo era os quebra-cabeças, talvez não tão difíceis quanto Zelda, mas ainda assim muito interessantes. O ultimo era o mais difícil (lógico). Acho que até hoje eu preciso olhar no detonado para resolver o ultimo quebra-cabeça. O jogo também é muito nostálgico por causa do filme, aliás, muito bom filme *.*. Esse com certeza vai ficar na memória.

Terceiro: Metal Warriors


Descrição: "No ano 2102, o governo terrestre está sob o comando das forças da aliança escura. Guiado por Venkar, a aliança mantém uma sangrenta guerra de cinco anos contra a terra. Mantendo apenas uma equipe de valorosos guerreiros que permanecem em defesa da liberdade...
Equipados com unidades robóticas avançadas, estes heróis são conhecidos como Metal Warriors."


Descrição retirada do: http://snes-forever.blogspot.com/2010/09/metal-warriors.html

Esse é um jogo genial da “Lucas Arts”. Até hoje é considerado uma obra de arte do Super Nintendo. Também era outro jogo viciante para se jogar com os irmãos. Que eu me lembre eu alugava essa fita e contava os dias para alugá-la de novo. Mesmo depois que eu me livrei do meu SNES continuei a jogar no meu PS2 (Snes Station *.*). O modo batalha era show de bola. Eu sempre escolhi (e até hoje escolho)
a estrela, pra mim ela é o robô mais “fuck yeah” do jogo. O especial dela era invencível gente, INVENCIVEL, ficar embaixo dela era mortal. O mais divertido do jogo era sair dos robôs e lutar com os bonequinhos (vai, gente, eu num era o único a fazer isso, podem confessar). Que bom foi jogar essa maravilha de jogo.


Quarto: Campeonato Brasileiro 96


Campeonato Brasileiro era um “Hack” (jogo modificado). Ele era uma modificação do “International Superstar Soccer Deluxe”. Eu costumava jogar muito esse jogo com meu irmão, SEMPRE PERDIA, mas também quando eu estava perto de ganhar ele desligava o Snes (é, isso mesmo, ele não sabia perder).

O legal desse jogo era os nomes errados dos jogadores, legal também era o fato do jogo ser em espanhol. Enfim, esse jogo é outro inesquecível.

“Inga! Falta aew!!” – Frase nostálgica *.*

“Viva Senna!” – há pessoas que dizem que isso era uma homenagem ao Senna, acho difícil acreditar...

Bom, gente, eu poderia passar horas e horas falando sobre os clássicos do SNES, é claro que aqui não vai dar, até porque eu quero falar de dois jogos de mais duas plataformas aqui. Mas se for pra citar mais jogos do SNES que me marcaram. Vou colocar uma listinha.

Top Gear – A música diz tudo.


Rock N' Roll Racing – Existe um site de fãs brasileiros: http://www.rocknrollracing.org/
Super Mario Kart – Sempre disputava os recordes com meu irmão.
Donkey Kong Country 2 – Praticamente minha primeira fita, mas era um pouco enjoento.

Etc...

Os dois jogos que quero citar por fora (fora da plataforma Super Nintendo) é Resident Evil 2 (meu primeiro contato com Resident Evil, série essa, MARAVILHOSA) e Pokémon Gold, disparado um dos melhores RPGs que eu já joguei.

Primeiro: Resident Evil 2

Descrição Wikipédia: “Resident Evil 2 (em japonês: バイオハザード2 Biohazard 2?) é um jogo de survival horror da Capcom originalmente criado para a Sony PlayStation em 1998 e o segundo jogo da série Resident Evil. Foi mais tarde lançado para PC, Nintendo 64, Game.com, Sega Dreamcast e Nintendo GameCube.”

A história é longa, então, não vou pôr aqui.

Resident Evil 2 era outro jogo que eu adorava ver meu irmão jogar. Na verdade, quando criança, morria de medo desse jogo, e era muito medo mesmo. Acho que era normal, muita gente já me
falou que tinha medo de Resident Evil. Pra mim o melhor é o 2 (com certeza o Biuh vai discordar e dizer que o melhor é o 3, mas uma coisa eu sei, nenhum dos 3 do PS1 é maior que o 2 e nenhum tem mais sustos que o mesmo). Mas eu acho que isso é muito relativo, pelo que eu vi as pessoas que gostam de Resident Evil tendem a gostar dos primeiro jogos que teve contato com a série. É uma pena que a série esteja desandando, apesar deu amar Resident 4, depois dele a série desandou. Na minha opinião era pra ser assim; Resident Evil 4 era pra existir, era pra ser o “divisor de águas”, como foi, depois disso, queria que voltasse ao normal, mas RE4 era pra existir. *.*

Por fim queria falar aqui de Pokémon Gold.


Descrição Wikipédia: “Pokémon Gold Version e Pokémon Silver Version (em japonês: ポケットモンスター 金・銀 Poketto Monsutā Kin, Gin?) são dois jogos para Game Boy Color da série multimilionária Pokémon. Esses dois jogos iniciaram a segunda geração de Pokémon,

adicionando 100 novos monstrinhos aos 151 originais de Pokémon Red, Blue e Yellow. Os dois jogos se passam em uma nova região chamada Johto, que fica bem ao lado de Kanto. Gold e Silver eram compatíveis com os jogos de primeira geração da série.”

Pokémon Gold foi o primeiro jogo da plataforma Game Boy Color que tive contato. É sem dúvida a melhor geração de Pokémon (Gold-Silver-Crystal). Pra mim é o mais nostálgico desses jogos. Lembro eu pagando 50 centavos para meu amigo para passar o final de semana com o GBC dele. Como o jogo era pirata, ficava difícil tentar finalizar, mas foi aí que me veio o EMULADOR (Virtual Boy Advanced). Depois dele minha vida ficou melhor heheheh. Finalizei Pokémon Gold 3 vezes, capturei todos os lendários do jogo, só nunca consegui capturar todos os pokemons :-(. É uma pena.

Meus pokemons.

E acaba por aí gente, teve mais jogos que me marcaram, mas são muito recentes, por isso não postei aqui. Espero que tenham curtido o post.

16 comentários:

  1. Hoje meu filho adora Mario..ele tem dois anos..rss;
    E tem um Nitendo DS...

    ResponderExcluir
  2. aaa cara, nem creio. momento nostalgia total, tb fz um post hj lembrando essas coisas!
    um balaço!
    show de blog ein!
    beijos!
    http://etcmodaetal.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Putzzzzzzzz, post massa! Nostalgia Total! Eu joguei Snes pela primeira vez com 7 anos de idade e meu primeiro jogo foi Mortal Kombat 2. Vendo seu post lembrei de Pateta e Max que eu e meu irmão perdemos horas e mais horas nos puzzles que (na época) eram extremamente complicados para nós (duas meras crianças), o mesmo se aplica a Metal Warriros que preencheu diversas das minhas tardes depois da escola.

    Mesmo hoje com meu PS3 e PSP continuo baixandoalguns jogos do SNES pra emular porque são realmente clássicos e ótimos!

    Gustavo
    www.olivreiroazul.com

    ResponderExcluir
  4. Muito bom. Não sei sevc jogou, mas faltou chrono trigger nessa lista aí.

    http://somosprogramas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. SUper Mario também nem preciso citar, muito menos Pateta e Max, super fizeram parte da minha infância. Mas da minha adolescência eu destaco Resident Evil 3. Minha irmã e eu éramos muito viciados nesse jogo, finalizamos incontáveis vezes. AI QUE SAUDADEEEE

    ResponderExcluir
  6. Obrigado pelos comentários gente, realmente faltou alguns, não dava pra colocar tudo, mas realmente foram esses que me marcaram de verdade!

    ResponderExcluir
  7. Acho que Mario marcou a infância da maioria das pessoas que curtiam games naquela época, inclusive a minha, que fui criada numa casa com quatro marmanjos como irmãos e não tive escola, cresci jogando video game...
    Mas meu irmão vendo esse post disse uma coisa interessante, "Não tem como causar nostalgia, porquê não é passado, Nitendo é passado, presente e futuro."

    ResponderExcluir
  8. adoreeei o blog e estou seguindo!!


    qnd tiver um tempinho, de uma passadinha no meu?


    bjooos

    http://cabecafeminina.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. O nome do blog faz referência a Admirável Mundo Novo de Aldous Huxley?

    ResponderExcluir
  10. Zelda é clássico , o ultimo chefe o porco Ganon era muito difícil .seguindo o blog , segue o meu

    http://fleonandthecity.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. super nintendo...uns dos melhores video game que ja joguei....o tempo passa hem eee

    ResponderExcluir
  12. exatamente, yasmim! Um dos melhores livros que li na minha vida -s

    ResponderExcluir
  13. Meus filhos nem saberam o porque de soprar o cartucho de um super nitendo, ou melhor nem vão saber o que é um super nitendo.

    http://cricri-grilo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. visita ae ; www.isaacfelipeblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Gostei muito dessa nostalogia pra mim o jogo que marcou minha infanvia foi pokemon principalmente a versão fire red do game boy advance

    ResponderExcluir